Buscar

Mudamos! Acesse: cotidianodeleitores.com.br

Na tela: Cinderela

Assim que fiquei sabendo da estreia do filme, fui correndo aos cinemas para conferir um conto de fadas que fez parte da infância de muitas pessoas. Entrei na sala com altas expectativas, principalmente por ter amado o trailer. Surpreendentemente, Cinderela, dirigido pelo cineasta inglês Kenneth Branagh, traz uma narrativa linear e fiel a clássica animação que conquistou tantos corações ao redor do mundo. Se por um lado o público já conhece a história e sabe o que esperar de cada cena, do outro há um cuidado tão especial com efeitos e a caracterização de cada personagem que faz com que você nem perceba a hora passar.


A escolha do elenco também foi bem interessante, pois a maioria dos atores não são tão conhecidos (apenas a vilã ganha vida nas mãos da famosa Cate Blanchett). A protagonista é interpretada por Lily James (de Downton Abbey), o príncipe (que eu não tinha reconhecido até o momento que fui pesquisar mais sobre a produção do filme) é interpretado por Richard Madden (rei Robb Stark em Game of Thrones) e a mãe de Cinderela é interpretada por Hayle Atwell (Peggy Carter de Agent Carter).

É possível notar a “magia” presente em cada cena e como a atriz Lily James consegue transmitir exatamente a bondade de Cinderela (que sempre deve ter coragem e ser gentil). O momento de transformação dela em uma verdadeira princesa é, sem sombra de dúvidas, um dos meus favoritos!

E para quem também é fã de Fronzen, vai poder conferir o curta-metragem que é exibido antes do filme: “Frozen: Febre Congelante“. (Muito amor pelo Olaf! <3)