Livro: Cretina Irresístivel
Autora: Christina Lauren
Número de páginas: 128
Editora: Universo dos Livros – Ano de lançamento: 2013

Uma forte atração. Nenhum tempo para ficarem sozinhos. E uma misteriosa disputa entre quatro paredes… O intenso relacionamento entre Chloe Mills e Beenett Ryan de Cretino Irresistível continua ainda mais ardente e sensual. Agora que a carreira de Chloe está decolando, ela não tem tempo para mais nada e insiste em recusar as investidas de Bennett para passarem um tempo a sós. Ele nunca foi do tipo que aceita um não como resposta e essa disputa resulta em uma ardente relação de amor e obsessão.

Após vivenciarem uma intensa e inesperada paixão, Bennett Ryan e Chloe Mills voltam a enfrentar sentimentos desconhecidos quando percebem que seu relacionamento se tornou público. A carreira de Chloe está cada vez mais desafiadora e ela insiste em manter Bennett longe de seu trabalho, impedindo que ele seja uma distração ainda maior em sua vida. O que ela não esperava é que Bennett fosse ir além de todos os obstáculos para romper suas barreiras, ou o que restava delas.

Lançado no Brasil pela Editora Universo dos Livros, Cretina Irresistível, de Christina Lauren, começa um ano após os últimos acontecimentos de “Cretino Irresistível”, primeiro livro da série. Com 128 páginas e capítulos que alternam entre dois pontos de vista, a trama apresenta ao seu leitor a forma como os protagonistas tentam conciliar uma relação cheia de altos e baixos com o excesso de trabalho, que parece mantê-los cada vez mais afastados.

Com cenas cheias de flashbacks e passagens que relembram trechos da primeira trama, o livro pode ser mais considerado um extra para o leitor que, assim como eu, ficou imaginando como seria a vida dos personagens quando eles tivessem que sair da zona de conforto e enfrentar o mundo real. Admito, a autora conseguiu satisfazer minha imaginação e, principalmente, minha curiosidade.

Talvez seja cedo demais. Eu entendo se você achar que é cedo demais. É só que, sabe quando você disse que adora o jeito como nos beijamos? Eu sinto o mesmo em relação a tudo o que fazemos juntos. Eu amo tudo. Eu amo entrar em você, amo trabalhar com você, amo ver você trabalhando, amo discutir com você e amo simplesmente sentar no sofá e rir com você. Eu me sinto perdido quando não estou com você, Chloe.” – Bennett, página 116.

Resenha escrita por Bianca Branco – hellostar.org ©