Resenhas de Livros

Resenha do livro O Lado Bom da Vida – Matthew Quick

22 de janeiro de 2013


Livro: O Lado Bom da Vida
Autor: Matthew Quick
Número de páginas: 256 – ISBN: 9788580572773
Editora: Intrínseca – Ano de lançamento: 2013

Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”. Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que “é melhor ser gentil que ter razão” e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez. Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.

Você já imaginou se fosse possível fazer da sua vida um filme – cheio de altos e baixos com um final feliz? Impossível? Não para Pat Peoples – o homem que já enfrentou as piores coisas da vida e continua acreditando que há um lado bom para tudo. Ele viveu por algum tempo – não sabe afirmar se foram meses ou anos – em um hospital psiquiátrico. Como ele foi parar lá? Bom, isso é um mistério. A única pessoa que Pat consegue descrever com perfeição é Nikki, a esposa que ele acredita ter decepcionado. Ele não se lembra do passado ou das coisas que vivenciou antes de entrar no “lugar ruim” – o hospital psiquiátrico. Sua mãe decide que ele já está preparado para voltar a viver em sua antiga casa – morando com os seus pais – e tentar recomeçar a vida. Mas será que ele está preparado para novas mudanças?

Quando Pat tenta reconstruir a sua vida e adaptá-la a sua nova rotina – que se resume em exercícios durante grande parte do dia e torcer pelo seu time no campeonato – ele conta as horas para que possa reencontrar a sua esposa após o chamado “tempo separados”. Ele quer ser digno dela, tornando-se um homem gentil, naturalista, fã de literatura e com muitos músculos. Porém, é difícil compreender o motivo de todos ao seu redor evitarem falar qualquer coisa sobre a sua amada, sempre agindo como se ela tivesse feito algo terrível no passado. Seus amigos e familiares passam a comentar sobre outras garotas e – em um encontro inesperado – ele conhece Tiffany – uma garota que também enfrentou muitos problemas após o falecimento do marido e quer recomeçar a vida. Porém, ela não acredita que a vida seja um filme com um final feliz e não sente nenhum remorso ao demonstrar sinceridade sobre qualquer assunto.

Duas pessoas que vivenciaram as piores coisas da vida. Uma acredita que para tudo há um lado bom. A outra prefere ser realista sobre tudo, sem se importar se irá ou não ferir o sentimento de alguém. Eles serão capazes de superar os traumas do passado? Até que ponto é saudável ter esperança?

Matthew Quick – definitivamente – entrou na minha lista de autores favoritos. Inicialmente, fiquei confusa com a narrativa que começa a partir do momento que o protagonista deixa o hospital psiquiátrico. Não há nenhuma revelação de como ele foi parar lá e nenhum outro personagem comenta sobre o mistério. Há apenas algumas pistas sobre o que pode ter ocorrido e isso fez com que o meu lado investigador ficasse ansioso para desvendar o passado de Pat. É claro que – como bom autor – Matthew deixou o melhor para o desfecho da trama que – sendo sincera – foi sensacional.

O livro possui tantos pontos positivos que fica difícil selecionar apenas alguns para comentar na resenha. O que levou a trama a ser tão diferente ao ponto de cativar leitores ao redor do mundo? Os personagens realistas substituindo os inúmeros idealizados dos livros atuais. Pat e Tiffany podem ser comparados com muitas pessoas da sociedade em que vivemos. Com qualidades e defeitos, eles mostram que a vida pode ser justa ou injusta, mas que você é o único responsável pelo o seu final.

Com capítulos pequenos, mas que devem ser lidos com calma e atenção, O Lado Bom da Vida prova que uma trama realista é capaz de conquistar o seu leitor, mostrando que sempre haverá um lado bom e outro ruim. Como prova, o próprio autor faz com que o seu protagonista reflita sobre diversas obras de autores de grandes clássicos da literatura, principalmente sobre alguns livros que não possuem um final feliz.

Recomendo o livro para quem quer conferir uma trama que foge de situações idealizadas e presenteia o seu leitor com capítulos surpreendentes, cheios de personagens que batalham para encontrar a sua própria felicidade. Afinal, desistir nem sempre será a última opção…

Resenha escrita por Bianca Branco – hellostar.org ©

You Might Also Like

30 Comentários

  • Reply GabyOttelinger 22 de janeiro de 2013 às 19:16

    Precisoo ler este livro! rs, será certamente o proximo que eu irei comprar, simplesmente me apaixonei por ele! *-*

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:32

      Olá, Gaby!
      Espero que você goste da trama! :)
      Beijos!

  • Reply Raah 22 de janeiro de 2013 às 19:21

    Oi Bih! Desde o lançamento do filme ando louca pra ler esse livro. Não assisti ao filme ainda justamente por querer ler primeiro. Acredito que O Lado Bom da Vida será um livro que me fará refletir e que me marcará. Sempre vejo criticas positivas e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler. Espero ler o quanto antes agora.

    Beijos!

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:31

      Olá, Raah!
      O livro é lindo! Espero que você goste da trama! :)
      Beijos!

  • Reply luana 22 de janeiro de 2013 às 19:41

    Oi Bih!
    Adorei a resenha, estava com vontade de ler esse livro, mas pretendo ver o filme antes! Mas gostei de saber que é uma história diferente!
    Bjs, lu

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:27

      Olá, Luana!
      Obrigada pelo elogio! Espero que você goste da trama! :)
      Beijos!

  • Reply Jeh Asato 22 de janeiro de 2013 às 19:50

    Fico super feliz que tenha gostado do livro e que o escritor entrou para sua lista de preferidos!

    O capítulo com a montagem do filme de Pat é demais, adorei! Impossível não se apaixonar pelo Pat e concluir que, entre todos, ele é o mais humano.

    Beijos!

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:21

      Olá, Jeh!
      Impossível não se apaixonar pelo Pat, né? :)
      Beijos!

  • Reply Mirelle 22 de janeiro de 2013 às 22:44

    Biih, não creio numa coisas dessas??!! Vc PRECISA abrir uma conta no Skoob.. kkk é tão divertido!! Lá eu deixo tudo mais organizado. Acho ótimo poder ir adicionando os livros que quero ler, pq qdo surge uma promo nos sites, por ex, já vou direto procurando pelos livros que tenho como desejados. Além disso descobri mtos livros legais por lá. E tb tem uma parte sobre resenhas de cada livro, em que podemos tanto postar as nossas como tb ler as das outras pessoas e ver se nos interessamos pelo livro que ainda não lemos ou não.
    Nunca me liguei tb de contar os livros que li no ano, etc. Confesso que nem lembro quais li em dezembro, mas pelo menos vou marcando os que leio como “lidos”.. qdo li? Daí é demais pra mim.. kkk
    Sim, a capa do livro O pão da Amizade é mto fofa mesmo. Espero que o livro tb seja bom.. hehe

    Bjuss, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:19

      Olá, Mirelle!
      Tudo mundo fala que é divertido! Porém, como eu pretendo entrar na faculdade esse ano, não sei se vou ter tempo para cuidar de outras redes sociais… :)
      Beijos!

  • Reply Mirelle 22 de janeiro de 2013 às 23:53

    Oi lindona, terminei de ler O Lado Bom da Vida hoje de manhã, enquanto ia pra Floripa. Aproveitei pra já publicar minha resenha tb pq adoro escrever qdo as coisas ainda estão fresquinhas.. só que deixei pra ver a sua depois, pq senão acabo me influenciando na minha escrita.. hehe Eu tenho esse hábito, primeiro escrevo a minha, depois vou ler as que os outros escreveram e debater o assunto.. hehe

    Nossaaaa, simplesmente amei tua resenha, perfeita!! Como tu escreve bem Biih, se expressa bem. Tu conseguiu elencar os principais pontos do livro e ainda fez uma análise crítica magistral, amei, amei!! É interessante, pq lendo tua resenha percebi coisas sobre o livro que não tinha me dado conta antes.

    Tb gostei do livro, achei extramente reflexivo e mto triste, e acho que essa parte do triste acabou me pesando um pouco. As partes q mais amei foram as que mostraram o relacionamento dele com Cliff e com a mãe, o treinamento com Tiffany para o concurso e a apresentação deles em si. Fiquei mto emocionada por Pat e mto feliz por ele ter superado mais esse obstáculo.

    Bjss, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:13

      Olá, Mirelle!
      Muito obrigada pelo elogio! Fiquei horas pensando em como resenhar esse livro. :)
      Pat é um personagem que nos faz refletir sobre muitas coisas, né?
      Beijos!

  • Reply Mirelle 23 de janeiro de 2013 às 00:09

    Ahhh, eu não tinha visto o vídeo.. kkk adoreiii!! Eu gravei um hoje de manhã no hotel, logo que terminei a leitura, mas não gostei :o( Por isso não postei.. hehe
    Eu senti o mesmo q vc, li o livro em horas, devorando, pq tava louca pra descobrir afinal quais eram os mistérios por trás da vida do Pat.. adoro essa coisa de ficar adivinhando.. e consegui!! Imaginei mesmo que tinha sido aquilo.. kkkk e confesso que fiquei meio decepcionada.. pq não fiquei surpresa. Eu queria que tivesse sido algo mais bombástico.. hehe

    Bjs, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:12

      Olá, Mirelle!
      Eu coloquei o vídeo após ter feito a postagem, rs. :)
      Beijos!

  • Reply Natália Gondim 23 de janeiro de 2013 às 02:45

    A Intriseca e seus EXCELENTES livros! no dia que essa editora nao pegar um livro supimpa é porque foi a falencia! mas to esperando pelo filme, quem sabe aumenta a vontade de le-lo? :}

    bjks,
    http://muitabugiganga.blogspot.com.br

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:09

      Olá, Natália!
      A Editora sempre está com ótimos lançamentos, né?
      Beijos!

  • Reply Vanessa 23 de janeiro de 2013 às 07:34

    Olá Bianca td bom??
    Eu já tinha demonstrado um pequeno interesse pelo livro, mas depois da sua resenha… fiquei loucaaaaa pra ler!!!!!
    Ótima resenha e lindas fotos!! Acho que vc poderia postar uma foto de sua estante (s) de livros, sou muito curiosa pra conhecê-la, fico olhando nos cantinhos das fotos postadas pra ver quais livros vc tem rsrsrsrs
    Beijosss

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:08

      Olá, Vanessa! Tudo sim, e com você?
      Obrigada pelo elogio! Eu pretendo fazer um vídeo mostrando a minha estante em Fevereiro! :)
      Beijos!

  • Reply Babi Lorentz 23 de janeiro de 2013 às 09:32

    Estou muito apaixonada pelo livro e pela ingenuidade do Pat. Acho que ele é um personagem incrível e cheio de qualidades no meio de tantos defeitos e na sua insanidade mental. Às vezes fico com raiva do pai dele (na maior parte das vezes) e ainda não consegui entender o motivo de todo mundo não querer falar sobre a Nikki. Sinceramente, acho que a mulher morreu e ninguém quer que ele sofra… Faltam apenas 100 páginas, então vamos esperar.

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:04

      Olá, Babi!
      Sim, ele é o tipo de personagem que nos conquista pelas suas qualidades e defeitos. :)
      Beijos!

  • Reply Isadora 23 de janeiro de 2013 às 10:56

    Okay, PRECISO desse livro. Me senti atraída por ele de uma forma doida. É. ‘-’

    • Reply Biih 23 de janeiro de 2013 às 15:02

      Olá, Isadora!
      O livro é muito bom! :)
      Beijos!

  • Reply Gleice Couto 23 de janeiro de 2013 às 20:28

    Oi, fofa! Assim como vc, gostei muito do livro, sabe? Me surpreendeu até. Pat é um fofo!!! Da vontade de pôr no potinho e levar pra casa, rs. E seu otimismo e visão de vida são contagiantes, né? :)

    Parabéns pela resenha! Ótimos pontos abordados! ;D

    Beijoooooos

  • Reply Thais Priscilla 24 de janeiro de 2013 às 13:23

    Estou lendo este livro no momento e estou ADORANDO *__*
    Comecei a ver o vídeo mas fiquei com medo de pegar algum spoiler então volto aqui para ver o vídeo todinho depois de terminar de ler (:

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://thaypriscilla.blogspot.com

  • Reply May 24 de janeiro de 2013 às 14:01

    Eu me apaixonei por esse livro desde que soube que seria lançado! Ainda não o li, mas sabe quando você se apaixona pela história mesmo antes de lê-la? Pois é, acontece isso comigo às vezes. Vou comprá-lo agora no fim do mês, de qualquer jeito! HAHA

    Beijinhos,
    May :*

  • Reply Lucas Maia 24 de janeiro de 2013 às 14:45

    Oi Bianca,
    Já tinha lido uma resenha sobre ele e a pessoa falava super bem e o trailer do filme já mostra que ele é bem reflexivo. Enfim já na minha lista de compras. ^^

    Beijos!

  • Reply Nick 25 de janeiro de 2013 às 11:27

    Acho que nenhuma outra resenha me deixou tão curiosa como essa!
    Fiquei muito interessada neste livro. Com uma curiosidade do tamanho do mundo, para saber o que realmente aconteceu com ele.
    Nossa! Eu preciso deste livro p/ontem! haha
    Parece ótimo!
    Parabéns, pela resenha. Também foi ótima! :D
    Um beijo:*

  • Reply João Maciel 2 de fevereiro de 2013 às 13:17

    Oi Biih
    comprei e li o livro ontem, não consegui parar de ler!
    muito bom, gostei demais
    a resenha tua ficou ótima!!
    beijos

  • Reply Sheila Pereira 20 de fevereiro de 2013 às 21:46

    Ápós conhecer o blog foi o primeiro livro que comprei, porém me decepcionei. Esperava mais do livro, ele em si é muito bom, mas há momentos que acho que mesmo com a ausência de memória do Pet, ele não quer encarar a realidade, ele prefere não se esforçar pra ver o óbvio, e outro ponto fraco e o foco que o autor da ao esporte, um dos maiores capítulos do livro fala apenas do jogo, isso tira a atenção da história.

  • Deixe um comentário